quinta-feira, 17 de junho de 2010

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário


Considerada como o maior e mais antigo monumento histórico-eclesiástico de Goiás, foi construída em Pirenópolis, Goiás, entre 1728 e 1732, em um local estrategicamente escolhido para que esta imponente construção fosse vista de todos os lugares da região, marcando assim a presença e a dominação deste território, tão visado e ameaçado por índios e brancos. Era a igreja dos homens brancos. Foi construída inteiramente em taipa-de-pilão, que é barro socado, suas paredes laterais medem 10 metros de altura por 22 metros de comprimento e quase 2 metros de espessura em sua base. Seus 5 retábulos eram talhados em arte barroca e laminados com ouro. Sob seu assoalho, e mesmo em volta, nos jardins e áreas adjacentes, eram enterradas as pessoas da comunidade dos homens brancos.

Fatidicamente, no dia 05 de setembro de 2002, a igreja incendiou-se. Não se sabe ao certo a causa do incêndio. Sabe-se apenas que o fogo iniciou-se na capela da sacristia entre 00:00 e 02:00 horas, quando foi dado o alarme. Às 04:00 horas tudo já se consumia em fogo. Salvo foram apenas as imagens dos altares, o resto se perdeu, sobrando apenas as grossas paredes, que impediu que ruísse totalmente. A igreja foi restaurada preservando o mesmo desenho e estrutura original. Hoje, do século XVIII, sobrou apenas as paredes e o retábulo-mor que era da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos e foi transferido para esta após a restauração.

Veja mais em http://www.pirenopolis.tur.br/igreja-matriz

Nenhum comentário: